Amor

A Ciência do Amor

“O Amor traz consigo a Divina Perfeição. O Amor arrebata. O Amor resgata. O Amor liberta. O Amor unifica. O Amor gera Alegria. O Amor ama. O Amor é simples. O Amor é livre. O Amor é Mãe, é Pai, é Irmão. O Amor é Paz. O Amor é a Caridade que vem do seio do Pai Criador. O Amor é essência da Vida Cósmica. O Amor é a única solução para todos vós. O Amor é a forma de libertar-vos da hipocrisia, da mentira, da falsa espiritualidade, das omissões, dos obstáculos à evolução. O Amor é a Essência do Coração de Deus. Sem ele, tudo é escuro, tenebroso, nebuloso, sem saída. Na ciência do Amor, as células iluminam-se e liberam crenças e passos em falso, metas errantes. O passado é desacorrentado de suas prisões limitadoras. Por que não amar? Por que não ser o verdadeiro Amor? Por que não ser a verdade que o ser clama por expressar? Por que se esconder atrás de uma falsa espiritualidade para evitar aquilo que tememos, o desconhecido? Temeis o Amor, temeis a Verdade, evitais entrar em contato direto com o brilho de vossa essência solar? Por que vos defendeis de vossos irmãos? Por que vos limitais com vossos pensamentos que recaem sobre esses mesmos irmãos como flechas que ferem e sangram? O que vos impede de trazer para vosso coração aquilo que é diferente, escuro ou claro, belo ou feio? O Amor que une as polaridades a Serviço do Plano preparam o Amor da Nova Terra. O Amor assim é sutil, invisível , não é material, mas é Real como o Pai e a Mãe são Reais na vida do Cosmos. O Amor é canal reabilitante, redentor. O Amor é arrebatador, é loucura santa. É loucura porque ama sem limites e sem escolhas. É santo porque é pureza, verdade, luz. Gera vida trazendo do Universo Cósmico novos seres que serão a continuidade da essência da Vida Única. Desta espécie de Amor é gerada a vida de todos os Reinos. Este Amor salta do âmago da Vida Única e torna possível aos filhos de Pai e Mãe Criadores a expressão da sua pureza original. O Amor é Comunhão. O Amor é Fusão. O Amor é União. O Amor é Paz. O Amor é Vida. O Amor é a branca e pura essência do Ser. O Amor atravessa e preenche com sua luz libertadora, a escuridão mais escura, o abismo mais profundo, o inferno mais escaldante. O Amor reveste de Paz o paradigma dos conflitos e das guerras.”

Extraído do Sinais de Figueira out/dez/2010. www.comunidadefigueira.org.br.

%d blogueiros gostam disto: