A atuação dos florais na Psicopedagogia

Composto Aprendizado

Compre aqui: http://www.floraisdasgerais.com/ecommerce_site/produto_322_6213_Composto-do-Aprendizado

A Psicopedagogia é um estudo da aprendizagem humana, onde se investiga as várias formas de aprendizagem e como essa aprendizagem varia para cada aluno. Como outras áreas de saúde, a Psicopedagogia implica em um trabalho a nível preventivo e curativo. Na função preventiva é a atuação da Psicopedagogia dentro das escolas na avaliação perceptiva motora, de linguagem, cognitiva e emocional, auxiliando na organização de condições de aprendizagem de forma integrada e de acordo com as capacidades dos alunos. O trabalho do psicopedagogo, em nível curativo é aplicado bem mais de perto às crianças, adolescentes e adultos com distúrbios de aprendizagem. Nesse caso, o aluno tem a oportunidade de se tratar em uma consulta clínica podendo ser avaliado de forma mais completa, não apenas superficialmente dentro da escola.

A Psicopedagogia surgiu como norteadora dos procedimentos necessários ao trabalho com crianças que apresentam barreiras à sua aprendizagem. Através de estudos nas áreas da psicanálise, psicologia social e epistemologia genética, a psicopedagogia objetiva o reconhecimento das capacidades da criança visando retirar o obstáculo que a impede de aprender.

É importante destacar que no processo diagnóstico, dependendo do caso, tem a interferência de outros profissionais, como: médico, neurologista, psicólogo, terapeuta floral, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, etc.

Se uma criança apresenta traços fortes de timidez, dificuldade de se expressar, medo de se relacionar com pessoas desconhecidas, vai encontrar dificuldades de socialização em uma sala de aula e conseqüentemente estes problemas afetarão a aprendizagem. Existem vários outros exemplos, como comportamento hiperativo, agressividade, medo, sensibilidade e apego excessivo com os pais (o que dificulta a adaptação na escola), etc. Todos esses fatores precisam ser respeitados, analisados e tratados. Realmente a criança apresenta tais características, não é apenas uma “falta de interesse na escola”, por trás existe toda uma história que precisa ser levada em consideração.

Uma outra forma de diagnóstico que facilita a compreensão de qualquer problema é o mapa astral, que analisa em profundidade o perfil psicológico. Com a interpretação do mapa é possível detectar de forma rápida o problema, já que a criança geralmente não sabe explicar o que sente e por que sente. O que levaria anos de terapia para se chegar à raiz do conflito, o mapa pode revelar inúmeras informações em apenas uma consulta. A partir daí, entraria a intervenção psicopedagógica, o acompanhamento psicológico, o tratamento com os florais…

É importante lembrar que, como a aprendizagem é uma interação entre professor e aluno, tanto aluno como professor podem e devem se cuidar de seus conflitos para que haja uma boa troca de informações. Se um(a) professor (a) anda estressado, mal-humorado, preocupado, nervoso, passando por conflitos emocionais, ou insatisfação com salários, ou até mesmo com a profissão, com certeza esses conflitos são levados para dentro da sala de aula. E quem é que sai prejudicado com isso? O aluno é claro. Tudo se torna motivo para ativar a insatisfação, principalmente o aluno, que vira o alvo do problema.

Por isso é necessário que o psicopedagogo intervenha como o mediador do conflito investigando de onde vem a causa do distúrbio de aprendizagem apresentado pelo aluno. O que está dificultando a aprendizagem? O problema é na sala de aula, com os colegas, com o professor ou vem de casa? Em muitos casos, o problema envolve todos esses fatores.

Em seu livro O Desenvolvimento da Personalidade, Jung cita a situação da criança que vai para a escola e cai nas mãos de professores e também de pedagogos, supostamente “educados”, que possuem seus próprios conflitos. Quem poderia provar que estes profissionais também não tiveram uma educação defeituosa? Caímos então em um círculo vicioso, onde o nosso problema educacional tem orientação falha, onde se fala muito da criança, mas se esquece da criança que existe no adulto. Aí está a responsabilidade do educador perante o educando. Neste caso o tratamento floral é também de extrema importância para o profissional que está lidando com o paciente. Como dizia Jung: “No adulto está oculta uma criança, uma criança eterna, algo ainda em formação e que jamais estará terminado, algo que precisará de cuidado permanente, de atenção e de educação”.

Como associação ao trabalho psicopedagógico, a terapia floral é umaexcelente e eficaz forma de associação que tem como objetivo acelerar o processo de cura, ou seja, se já está  detectado o conflito o aluno pode ser tratado com os florais e ter uma resposta rápida de mudança no padrão de comportamento. Aquele conflito que era tão evidente, passa a se amenizar, equilibrar e o aluno se desenvolve de forma gradativa nos estudos e em qualquer situação de convívio social.

A atuação dos florais na psicopedagogia”, o parágrafo- Existe a fórmula composta pelos florais: Alfazema, Alecrim, Camará, Dente-de-leão, Hortelã-pimenta, Ipê-amarelo, Margarida, Salvia, Serralha, chamada de Composto do Aprendizado. Esta fórmula pode ser empregada em todas as situações em que haja dificuldades gerais de compreensão, aprendizado, memorização, concentração, síntese, globalização, amadurecimento, integração e convivência mútua. Pode ser empregada no tratamento com excepcionais, crianças ou adultos, acelerando muito o desabrochar desses conceitos. Pode ser usada beneficamente nos casos de crianças desatentas na escola ou com quaisquer das dificuldades acima. É importante lembrar que além da Fórmula do Aprendizado que é uma fórmula generalizada para este fim não se pode descartar a consulta completa com o terapeuta floral para se fazer o uso dos florais mais adequados para outros conflitos na personalidade que só pode ser indicado de forma mais completa a partir de uma investigação apurada do problema.

É preciso que as instituições educacionais deixem de serem rígidas em suas formas de atuação. Toda alternativa se torna válida no momento que visa facilitar o processo de aprendizagem e através de uma aceitação de uma perspectiva mais ampla é possível melhorar o sistema educacional se primeiro todo educador e também aluno buscarem a melhoria de si mesmo.

Héllen Carvalho
Psicopedagoga, Terapeuta Floral e Pesquisadora.

Nas escolas de Guarujá, florais são aliados dos educadores

Terapia

Florais de Bach

Carolina Iglesias

Equilibrar as emoções, controlar a hiperatividade e, acima de tudo, garantir a harmonização do comportamento. Esse são os objetivos do Projeto Florais na Escola, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação de Guarujá, por meio da Casa do Educador, nas unidades de ensinos Infantil e Fundamental da Cidade. O projeto, implantado na rede pública do Município em 2011, já atendeu mais de 1.500 pessoas, entre educadores, funcionários em geral, pais e alunos. Neste período, participaram do projeto 31 instituições de ensino.

Segundo a coordenadora Patrícia Durval Rigobelo Ré, que é terapeuta e professora da rede pública, a adoção da terapia floral teve início com um aluno em 2010. A criança, segundo a docente, tinha um convívio difícil com os demais alunos, apesar de não ter sido diagnosticada com hiperatividade. Florais são utilizados em escolas municipais para harmonização de comportamento dos alunos ”Por ser terapeuta, decidi conversar com a direção da escola sobre o método. Depois disso, conversei sobre a terapia floral com a mãe, que autorizou o ‘tratamento’. Com o uso, a criança começou a responder muito bem às atividades em sala de aula”. Um ano depois, Patrícia montou um projeto que foi apresentado à Secretaria de Educação. Aprovado, começou a ser adotado nas escolas infantis da Cidade e, depois, nas unidades de Ensino Fundamental.

”Antes do início da terapia, há sempre uma palestra para esclarecer o que são os florais, sua função e como serão utilizados”, explica a coordenadora do projeto, que conta também com a participação dos terapeutas florais Marcos Umbelino e Flávia de Paulo. Ainda conforme Patrícia, além das escolas, os atendimentos também acontecem na Casa do Educador. ”Atendemos quadros depressivos, com déficit de atenção, problemas de aprendizagem, entre outros. Após explicarmos a filosofia da terapia, começamos a tratar o sentimento, a emoção destes pacientes, que não são apenas alunos. São pais, educadores, entre outros funcionários.

Nosso objetivo é que as pessoas possam lidar melhor com a convivência com o outro”, conta. Patrícia explica ainda que o uso dos florais não dispensa o tratamento médico. Nestes casos, é feita uma associação e, se houver necessidade, o trabalho é realizado em conjunto com psicólogos. “A prescrição dos florais é feita por terapeutas da nossa equipe. Trabalhamos com essências de florais de Bach, que buscam somente o equilíbrio emocional e beneficiam pessoas de todas as idades”. Na rede pública, cada unidade possui um dia e horário dedicado aos trabalhos do projeto.

O atendimento também é realizado na Casa do Educador (Avenida Leomil, 164 Centro), mediante agendamento, às sextas-feiras, das 13h às 17 horas. Informações pelo telefone 3386-4378.

Fonte: http://www.atribuna.com.br/noticias.asp?idnoticia=187191&idDepartamento=5&idCategoria=0

Seja um(a) terapeuta floral! Curso online, maiores informações acesse:

http://www.floraisdasgerais.com/ecommerce_site/categoria_221-1350_6213_Curso-online-Terapia-Floral-Curso-Terapia-Floral-Completo

 

4º Chakra: troca emocional: coração (amor) e circulação (comunicação)

 

Composto dos chakras 4 

 
“Os Chakras são centros ou vórtices de energia localizados em pontos estratégicos de nosso corpo bioplasmático. Chama-se centros de energia aos pontos de captação ou desprendimento de energia, através dos chakras, pode-se equilibrar a energia de nosso corpo, pois esses pontos têm ligação direta com nossos órgãos vitais. Se um deles não funciona bem no nosso corpo bioplasmático não está em total equilíbrio e não pode proteger o corpo físico de ser atingido por algum distúrbio. O Composto dos Chakras vem possibilitar
o equilíbrio energético na prevenção de futuras doenças.”

Composto do 4º Chakra

Indicação terapêutica: “Fundamental para a capacidade do indivíduo expressar amor e fornecer energia, seja para si ou para os outros . Proporciona energia sutil aos tubos bronquiais, pulmões e seios e todo o sistema circulatório, facilitando o intermediário das energias terrenas e das espirituais. Transmuta a energia dos chakras inferiores. Confere saúde e vitalidade. Relacionado com a troca emocional: coração (amor), circulação, (comunicação). Útil no tratamento das disfunções: imunológicas, problemas de pele, cardíacos e circulatórios, seja circulação sangüínea ou respiração.”

Composição:  Bonina, Congonha-de-bugre, Cravo, Erva-de-bicho, Eucalipto,  Lobeira, Rosa Silvestre, Sangue-de-adão, Taboa, Urucueiro.

Compre aqui:

http://www.floraisdasgerais.com/ecommerce_site/produto_2286_6213_Composto-4-Chakra

Você sabia que…

” Se tivermos em nossa natureza amor suficiente por todas as coisas, não seremos a causa de agravo a ninguém; pois esse amor sustenta o gesto agressor, e impedirá nossa mente de se entregar a qualquer pensamento que possa magoar alguém.”
– Bach, Cura-te a ti mesmo.

 

Adolescência: fuga ou encontro com a realidade?

Foto principal de Essência Floral Avulsa CORRIOLA (Ipomea cairica)

 

        Através da observação de certos padrões de comportamento, podemos chegar a determinadas conclusões sobre o perfil psicológico e o que é mais evidente; a causa de muitos conflitos emocionais que levam as pessoas distorcerem suas maneiras naturais de encarar a vida e lidar com a realidade.

           A adolescência é a fase onde se desencadeiam os mais diversos conflitos, variando de acordo com cada personalidade. Mas, em resumo os problemas são os mesmos, só muda o personagem. Aquela criança comportadinha vai se transformando, se transformando, quando os pais se dão conta, já não mais reconhecem os próprios filhos. Nada de tão anormal. É que antes, a criança era o que os pais gostariam que fossem, mas por volta dos 13, 14 anos é que resolvem mostrar o que realmente “são”. Não que a personalidade já esteja definida, claro que não, mas é aí que começam as principais definições de caráter. Como se fosse um planta, o desabrochar precisa passar por fases difíceis, até aparecer as flores ou os frutos. Assim, são as pessoas, vivendo fases que mesmo sendo difíceis de superar, incompreensíveis pelos pais, fazem parte de um processo de amadurecimento ou individuação. E não adianta mesmo querer mudar a opinião de um adolescente, pois ele, naquele momento será o dono da verdade. Mais tarde é claro, pode até nem acreditar no modo como agia naquela época, mas era a sua realidade naquele momento. E muitos adultos ainda vivem como se estivessem na adolescência, por não conseguirem assumir a maturidade.

           Uma das situações mais preocupantes hoje para os pais, acredito que seja a descoberta das drogas. É muito comum o consumo de álcool, de cigarro e de outras drogas em geral, que começa na entrada da adolescência. É uma busca constante de êxtase, uma necessidade de extravasar toda a adrenalina contida até então. Há uma ilusão de que estas sensações “alucinógenas” provocadas pelas drogas tragam alguma transcendência, através de uma válvula de escape. Seria a vontade de retornar ao “paraíso perdido”, ou até mesmo, em uma análise
psicanalítica, à volta ao útero? Ou seja, um lugar que o jovem pudesse fugir, para se proteger ou de se livrar de enfrentar a realidade, mas ao fazer isso, está realizando uma fuga, que pode não ter mais volta.

           No lado positivo, jovens que apresentam estas características de comportamento – me referindo a tendência ao uso de drogas –  ao contrário do que muitos pensam, são personalidades que conseguem lidar com a beleza de maneira muito singular, que pode ser expressa através da poesia, da música, das artes, da fé, ou seja a busca de algo que os tirem do materialismo grosseiro e adquira formas maus sutis de expressão. Possuem uma sensibilidade tão extrema e como o que é frágil pode acabar se quebrando, a quebra vem pelo mau uso, ou a falta de reconhecimento de suas potencialidades, que acabam sendo convertidas em envolvimentos prejudiciais com drogas. É importante observar que não são todos adolescentes que se deixam envolver. Aí, nos perguntamos, o que faz um(a ) jovem se viciar um padrão tão destrutivo de comportamento? Com certeza existe uma resposta. Não seria uma timidez, medo, incompreensão, sensibilidade, revolta, frustração, rejeição, carências, fraquezas, complexos…? Os tipos mais fortes psicologicamente, com certeza têm menos chances de se deixarem levar pelos vícios.
Devido a tal sensibilidade, tais personalidades têm dificuldade em aceitar os aspectos difíceis e pesados da vida. Não que precisassem ser rotulados como marginais, vagabundos… Por traz de tal comportamento existe um ego fraco, doente. E por quê esses comportamentos geralmente começam a serem manifestados na entrada da adolescência?  Esta é a fase em que a criança quer se libertar do domínio dos pais, para descobrir outros vínculos. Na busca de seu encontro consigo mesmo o (a) adolescente se depara com um mundo até então desconhecido. E se não forem fortes o suficiente, pode haver a caída.  Ao terem que assumir algumas responsabilidades, descobrem que o mundo lá fora não apresenta somente beleza e não é permitido viver de fantasias (característica de quem se agarra facilmente a qualquer vício).  Nestes momentos sem saber qual caminho seguir, podem querer fugir através de hábitos desregrados de conduta, acreditando estarem indo deencontro a algo novo, inusitado, que os livrem de enfrentar uma situação que não querem, ou ainda não se acham prontos para assumir. Nestes momentos acontece uma perda de consciência, e esquecem que a resposta ou a solução de que eles tanto procuram lá fora, mais tarde acabam descobrindo que só pode ser encontrada dentro de si mesmos.
 

           Como dizia Dr. Eduard Bach: “Somos Almas vindas aqui com a missão de obter conhecimento e toda a experiência que podem ser adquiridos ao longo da existência terrena; de desenvolver virtudes de que carecemos, de extinguir tudo o que, é defeituoso dentro de nós e, dessa forma, avançar em direção à perfeição de nossa natureza”. – Bach, Cura-te a ti mesmo.
 

           Dentro da terapia floral temos uma planta trepadeira chamada Ipoméia, que faz parte da família das Convolvuláceas, sendo às vezes denominadas de Campainha, Corriola, Corda-de-viola, Jetirana e Enrola-semana. Prolifera com vigor nos gramados e nos pátios que cercam as indústrias poluentes e a preferência pelos habitats cujo ar é poluído realça simbolicamente a função purificadora nos níveis mentais humanos.
 

           A essência floral preparada a partir da flor da Ipomeia ajuda na recuperação dos usuários de drogas e de todos aqueles que possuem estilos de vida desregrados, auxiliando a alma a se libertar dos vínculos e das dependências que as tiram a oportunidade de viver dentro do mundo real e alcançar seu propósito de vida. Ipomeia possibilita a desintoxicação emocional dos padrões destrutivos do ser, livrando tal personalidade de todos os escapismos que impede o encontro com sua verdadeira essência interior.

Héllen A. Carvalho – Terapeuta Floral e Pesquisadora

Os Quatro Elementos – Uma visão a nível de energia

Podemos nos referir aos quatro elementos (fogo, terra, água e ar) quando queremos entender as forças vitais que compõe a criação e a tudo que pode ser percebido e experimentado pelos sentidos físicos. Nossa necessidade básica de sobrevivência está completamente representada por eles: ar, água, terra (comida) e fogo (calor).

Nosso corpo é constitituído de 70% de água. Da terra, tiramos todas as substâncias sólidas que nos compõem. O ar alimenta nossas células e permite que transformemos essas substâncias em energias. A energia é o próprio fogo, que dá vida aos outros três.

Já que somos constituídos pelos quatro elementos, a formação de nosso corpo físico e etérico, nossa saúde física e psicológica depende fundamentalmente do equilíbrio destas formas de energia. Quando não há uma distribuição correta surge a doença. E se faltasse um destes elementos, a gente não existiria.

Para analisar a influência dos elementos em nossa vida, é preciso traçar o mapa astral. Através dele pode-se identificar se há falta ou excesso de tal elemento Os signos zodiacais que compõem a mandala do mapa podem ser chamados de “campo de energia”, de padrões arquetípicos, de princípios universais, que representam a forma concreta dos elementos.

São eles: Fogo: Áries, Leão e Sagitário – não necessariamente ter nascido sob a constelação (o Sol) nestes signos, mas que mostram predominância de fogo no mapa, são vibrantes, adoram estar em movimento, começando uma tarefa, terminando outra. São muito rápidas nas atitudes e transmitem muita alegria e melhoram o astral de qualquer ambiente. Isso, se estiverem de bom humor, pois quando ficam com raiva é melhor sair de perto, sai faísca prá todo lado. O fogo em excesso, torna a pessoa  hiperativa e fica sempre dependente de emoções fortes. Vivem correndo riscos, possuem muita impulsividade que podem gerar agressividade. Acham que são o centro do universo. Para os que têm falta do elemento fogo, o desânimo e o pessimismo, a insegurança e a preguiça tomam conta. São pacientes  demais e não possuem força de ação, pois sua carga energética está em baixa.

Terra: Touro, Virgem e Capricórnio. Quem é de terra tem os pés bem firmes no chão. São pessoas responsáveis, determinadas, práticas e superligadas na realidade. Quando estão atrás de algum objetivo, não desistem facilmente. Para eles o difícil é soltar a imaginação e se livrar das obrigações. Se o elemento terra é muito forte, a pessoa tende a confiar demais nas aparências. Podem se tornar competivos e ambiciosos, querem conquistar os objetivos a qualquer preço, mesmo que isso signifique ter que “passar a perna nos outros”. Quando há falta deste elemento, a personalidade tende a não querer assumir responsabilidades, se sentem perdidas no mundo. Perdem a noção dos cuidados até mesmo com a aparência física e com a saúde, não estão ligadas  na parte concreta da sobrevivência (refeição, sono, etc).

Ar: Gêmeos, Libra e Aquário. Os aéreos são idealistas, cheios de boas intenções e adoram falar sobre as teorias que inventam. Andam sempre em turma e costumam ser  simpáticos.

 O desafio pode ser a concretização de seus planos. Quando este elemento se encontra em excesso, tal personalidade vive seu lado racional e está sempre pensando demais. Tem dificuldade de se aprofundar e colocar em prática, pois suas atitudes não conseguem acompanhar o ritmo de seus pensamentos, eles querem é divulgar suas idéias. Se o elemento ar está em falta, a criatividade também está. A pessoa não pensa antes de agir e se atrapalha na hora de expor suas idéias. É no ar que as pessoas recebem e trocam energias, a todo momento recebemos energia negativa, transmutamos em energia positiva.

Água: Câncer, Escorpião e Peixes. Os aquáticos são hipersensíveis, intuitivos e acolhedores, são sempre invadidos por uma onda de sentimentos e podem se tornar complicados. O elemento água em excesso torna a personalidade difícil de se entender, contraditória e muito instável, pois não conseguem controlar suas próprias emoções.

Através das essências florais, conseguimos reunir todos estes elementos, pois a planta os recebe no processo de sua formação. O caule enraizado na terra, regado pela água, as folhas recebendo o calor do sol… A flor está repleta de todas estas informações e através do uso de suas essências, podemos nos abastecer, adquirindo o equilíbrio necessário para nosso bem estar físico, mental e emocional.

Héllen A. Carvalho – Terapeuta Floral e Pesquisadora

Compre aqui os compostos florais astrológicos

http://www.floraisdasgerais.com/ecommerce_site/index.php?pg=lista_produtos&cdg=6213&sid=0atsfov0kk8pqvc0t01u9gdov6-1323561095

 

O sol entra em Sagitário! Conheça o composto foral Sagitariano

Sagitário – de 23 de Novembro a 22 de Dezembro – Fogo Mutável

Fim do Outono: todos os frutos colhidos, últimas folhas secas, últimas sementes, época de abundância e preparação para a escassez futura.

Transformação da interiorização: antecipação do Inverno, tempo de pensar no sentido da vida, para fazer o balanço de tudo o que se aprendeu neste ciclo.

Alegria, bom astral, descontração, expansão e otimismo!

É o Signo da aventura e dos ideais. Expressa o processo de busca de uma identidade maior, que relaciona o indivíduo não apenas com ele próprio mas com um significado mais coletivo e abrangente. Neste Signo tudo vai ser vivenciado segundo filosofias, valores e padrões de ética, que tanto podem ser dogmáticos e doutrinadores, como altamente idealistas e éticos.

 

Indicação: nascidos entre 22 de novembro-21 de dezembro. Sol, Lua ou Ascendente neste signo. Desequilíbrios do elemento Fogo. Mercúrio e Júpiter mal aspectados. Para ansiedade, fanatismo, fugas (vícios) necessidade de transcendência, desejo de justiça. (ciática, fígado, reumatismo e problemas nos quadris, problemas pulmonares e inflamatórios, etc). Este composto traz aprendizado, sabedoria e espiritualidade.

 Este produto é uma fórmula composta de essências florais pronta para uso pessoal (30 ml).

Composição do Composto: Essências – Brinco-de-princesa, Coari, Dente-de-leão e Erva-baleeira.

SOLUÇÃO pronta para uso EM FRASCO AMBÂR 30 ML C/ TAMPA LACRE.

Tratamento natural feito à base de essências florais! Não possui efeito colateral, nem contra-indicações, pode ser usado como complemento de qualquer outro método de tratamento, mesmo para quem faz uso de remédios químicos ou homeopáticos. Pode ser usado por qualquer pessoa de qualquer idade, até mesmo gestantes e recém-nascidos, não substitui o tratamento médico convencional, mas o auxilia sendo de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) uma terapia recomendável e eficaz!

Sugestão de tratamento: no mínimo 2 meses: que equivale de a 3 a 4 frascos de florais manipulados (30 ml). Composição: conhaque fermentado destilado, extratos vegetais e essências de flores.

 Modo de usar: 4 gotas sublinguais, 4 vezes ao dia.

Adquire este composto pela Loja Virtual!

 
 

Som da Natureza

A essência floral Beijo na busca da serenidade

 

Em nosso mundo atual, tão conturbado é muito comum encontrarmos pessoas que sofrem do “mal” chamado ansiedade. A vida nas grandes cidades é um fator que mexe com o ritmo biológico de todo ser humano. O limite de espaço para se viver virou um aglomerado de gente circundado por carros e por prédios. Já não se encontra mais tempo para olhar para si mesmo, existe sempre uma luta para vencer o tempo.

Existem aqueles que normalmente são rápidos na ação e no pensamento e quando tais pessoas se encontram em desarmonia, costumam apresentar sinais externos que refletem tensão interna, como gestos nervosos com as mãos e os pés, compulsão a roer unhas, seborréia e caspa, são freqüentemente propensos a acidentes físicos e nunca conseguem permanecer por muito tempo em um mesmo lugar. Um sintoma que afeta muito este tipo de personalidade é a insônia, pois o corpo físico e emocional não conseguem desligar da realidade.

Esses sintomas podem gerar muitas dores musculares, indigestão e dermatoses de origem nervosa, prisão de ventre, inflamações, hipertiroidismo, pressão arterial elevada e dores de cabeça. Através da essência chamada Beijo, conhecida nos jardins também por Beijinho, Beijo-de-frade, Maria-sem-vergonha, Balsamina, Não-me-toques e Erva-impaciente. O nome vulgar Maria-sem-vergonha aparece em alusão à vertiginosa propagação que se dá por meio de sementes. Estas são armazenadas em cápsulas que, maduras, permanecem em constante estado de tensão preste a se romper, sob o menor toque ou aragem, e lançar longe as sementinhas.

A essência floral Beijo é um bom coadjuvante nos casos de agressividade, irritação e agitação psicomotora infantil. Esta essência traz ao nível consciente as energias internas de paciência e gentileza para com o próximo, auxiliando uma maior compreensão dos limites internos da mente e do corpo, onde a alma passa a aprender a necessidade de controlar a ânsia inútil de vencer o tempo.

 Héllen A. Carvalho- Psicopedagoga e Terapeuta Floral

Adquire a essência neste link:

 http://www.floraisdasgerais.com/ecommerce_site/produto_7648_6213_Essencia-Floral-Avulsa:-BEIJO-Impatiens-walleriana

Promoção do mês!

Aproveite o que a Natureza tem de melhor! www.floraisdasgerais.com

 Na compra de 3 compostos (a sua escolha), você ganha 1 de brinde para dar de presente para o companheiro(a), filhos, pais, amigos, etc. Observação: você poderá escolher o composto do signo ou das características correspondentes para quem você irá presentear. É só efetuar a compra de 3 compostos na loja e enviar um e.mail solicitando o envio do composto escolhido. Temos os compostos para as 12 personalidades de acordo com o mês de nascimento. Escolha o frete PAC, você recebe a encomenda em seu endereço por um preçPromoção do mês! Aproveite o que a Natureza tem de melhor! http://www.floraisdasgerais.com Na compra de 3 compostos (a sua escolha), você ganha 1 de brinde para dar de presente para o companheiro(a), filhos, pais, amigos, etc. Observação: você poderá escolher o composto do signo ou das características correspondentes para quem você irá presentear. É só efetuar a compra de 3 compostos na loja e enviar um e.mail solicitando o envio do composto escolhido. Temos os compostos para as 12 personalidades de acordo com o mês de nascimento. Escolha o frete PAC, você recebe a encomenda em seu endereço por um preço bem acessível! Promoção válida durante todo o mês de novembro!

 Acesse o link abaixo e conheça os compostos! http://www.floraisdasgerais.com/ecommerce_site/produto_2205_6213_Composto-Escorpiano

Promoção válida durante todo o mês de novembro!

%d blogueiros gostam disto: